LiteraTamy

Tópicos recentes


Categorias


Meta


LiteraTamy


Literatura brasileira10

ÁGUA FRIA E AREIA

Água fria e areia (2018, Lamparina Luminosa) é um desromance de início promissor, cujas promessas não só se cumprem como superam as possíveis expectativas. Começando in media res, a narrativa demonstra logo de cara ser autêntica e instigante, ainda que seu raio de alcance seja bastante específico: ele circunda a brasileira Caroline e o [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

O PESO DO PÁSSARO MORTO

O peso do pássaro morto (Nós e Edith, 2017) conta a despretensiosa história de uma mulher sem nome, com especial atenção a determinadas idades da protagonista (dos 8 aos 52 anos), que indicam os capítulos do livro. A obra de estreia da autora paulista Aline Bei surpreende em um primeiro momento pela forma: trata-se de um romance escrito [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

DIÁRIO DA CASA ARRUINADA

A nota introdutória do Diário da casa arruinada (Penalux, 2017) se localiza nos limites entre a realidade e a ficção. Nela, um autor (que pode tanto ser Tiago Feijó quanto um personagem ficcional) afirma que o caderno que intitula o romance foi encontrado dentro de uma casa em ruínas e reproduzido com fidedignidade nas páginas que [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

FADAS E COPOS NO CANTO DA CASA

Bianca é uma moça de vinte anos que narra, numa espécie de diário, o cotidiano do bordel em que vive na condição de prostituta. A primeira página de Fadas e copos no canto da casa (Quintal Edições, 2017) escancara o peso das raízes que prendem a protagonista ao solo tóxico das memórias familiares, responsáveis por guiá-la à solitária [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

TRAVESSURAS DA MINHA MENINA MÁ

Inspirada na icônica obra do escritor peruano Mario Vargas Llosa, a trilogia brasileira Travessuras da minha menina má é uma narrativa em primeira pessoa que descreve a passagem de sessenta e nove anos da história do protagonista Victor, em cujo caminho surge a chilenita Maria Eduarda, dotando de valor a trajetória de um indivíduo em [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

AS MENINAS

A literatura de Lygia Fagundes Telles é pautada pelo realismo intimista, em que o senso de realidade é norteado por acontecimentos, visões e modos de narrar ofertados por sujeitos particulares. Nesse sentido, a narrativa polifônica de As meninas (1973) é o modelo de excelência para comprovar essa afirmação, na medida em que nela tanto o [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

Meias Verdades

“O mundo cognoscível é incompleto se visto de um só ponto de vista, incoerente, se visto de todos os pontos de vista de uma vez, e vazio, se visto de nenhum em particular”. A frase acima, de Richard Schweder, é a epígrafe de Meias verdades e sintetiza precisamente aquilo que o livro se dispõe a fazer: demonstrar a relatividade da [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

Andarilhos

No sul do Brasil, em meados do século XX, introduz-se a aparentemente despretensiosa narrativa de Andarilhos. Através dos passos de Pedro Guarany, um domador de cavalos que aprendeu seu ofício com o pai índio e agora segue em busca de trabalhos temporários nas estâncias gaúchas, penetramos nos pampas sulistas, descobrimos traços de [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

Trítonos: intervalos do delírio

Conhecido como o som do diabo em teoria musical, o trítono é o intervalo de três tons inteiros entre duas notas, formando o trecho mais dissonante que existe na música. A execução do trítono, proibida durante a Idade Média em função da sensação de instabilidade que ele transmite, gera uma confusão sonora de difícil resolução, podendo, [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam