LiteraTamy

Tópicos recentes


Categorias


Meta


LiteraTamy

Resenhas

Textos sobre livros que li.

A CASA DAS BELAS ADORMECIDAS

A narrativa de A casa das belas adormecidas (1961), traduzida diretamente do japonês por Meiko Shimon, começa in media res, descrevendo a chegada de um homem velho a uma suposta hospedaria, que, no entanto, não parece uma hospedaria convencional, dada a recomendação da mulher responsável por cuidar do local: “Não faça nenhuma brincadeira [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

AS BRUXAS DO LAGO LÉMAN

Serendipidade: a faculdade ou o ato de descobrir algo agradável por acaso; algo descoberto fortuitamente. É justamente sobre essas descobertas afortunadas feitas sem querer que edifica-se e desenvolve-se o romance As bruxas do lago Léman. A narrativa lacustre de Flávio Dias gira em torno de dois lagos principais: Léman, na Suíça – região [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

UMA VIDA PEQUENA

Em Uma vida pequena, Hanya Yanagihara descreve a vida de quatro amigos, desde o momento em que se conhecem durante a graduação, em Massachusetts, até quando mudam-se para Nova York, anos depois. São décadas acompanhando o pintor e artista plástico JB, o arquiteto Malcolm, o ator Willem e o advogado Jude, todos em busca de destaque na [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

Meias Verdades

“O mundo cognoscível é incompleto se visto de um só ponto de vista, incoerente, se visto de todos os pontos de vista de uma vez, e vazio, se visto de nenhum em particular”. A frase acima, de Richard Schweder, é a epígrafe de Meias verdades e sintetiza precisamente aquilo que o livro se dispõe a fazer: demonstrar a relatividade da [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

Verão no Aquário

Narrado em primeira pessoa, Verão no aquário traz como protagonista a jovem Raíza, cujo nome sugere o enraizamento profundo que a confina, atada ao passado através das lembranças vivazes de seu convívio familiar. Gestando o caráter da personagem, consta como uma característica inerente de sua personalidade a relação conflituosa que ela [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

Andarilhos

No sul do Brasil, em meados do século XX, introduz-se a aparentemente despretensiosa narrativa de Andarilhos. Através dos passos de Pedro Guarany, um domador de cavalos que aprendeu seu ofício com o pai índio e agora segue em busca de trabalhos temporários nas estâncias gaúchas, penetramos nos pampas sulistas, descobrimos traços de [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

Viva a música!

“A música é o trabalho de um espírito generoso que (com esforço ou não) reúne nossas forças primitivas e nos oferece-as de volta, não para que possamos recuperá-las: para que conste que elas ainda estão por aí, as pobrezinhas, e que sentem a nossa falta. Eu sou a fragmentação. A música é cada um desses pedacinhos que antes tive em [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

O Vendido

Um homem negro, chamado Eu, viola a emenda da Constituição norte-americana que proíbe a escravatura e, já na Suprema Corte, prestes a ser julgado pelo processo “Eu contra os Estados Unidos da América”, decide relatar os fatos que o levaram até ali. A primeira frase do protagonista já estampa sem rodeios o caráter primordialmente ácido de [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

As cidades invisíveis

Em As cidades invisíveis, de Italo Calvino, Kublai Khan, imperador do império mongol, pede que o aventureiro Marco Polo lhe descreva com detalhes as várias cidades que fazem parte de seu domínio. O enredo aparentemente simples, trazendo alguém que conta histórias a um superior, é na verdade um terreno fértil à criação de reflexões e [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam

Ethan Frome

Ao referir-se a Ethan Frome, a autora norte-americana Edith Wharton afirmou que, quanto ao seu tema, “havia que tratá-lo sem circunlóquios e de forma concisa, assim como a vida sempre havia apresentado os meus protagonistas; qualquer intenção de elaborar ou complicar seus sentimentos falsificaria o conjunto. Eles, esses personagens, [...]

Tamy GhannamTamy Ghannam